PRINCIPAIS TRADIÇÕES CASAMENTO,FLORES E PEÇAS DE CASAMENTO

PRINCIPAIS TRADIÇÕES DE CASAMENTO
PRINCIPAIS TRADIÇÕES DE CASAMENTO E SEUS SIGNIFICADOS

Carregar a noiva no colo na noite núpcias

A tradição surgiu no Oriente, com o objetivo de evitar que a noiva tivesse contato com qualquer tipo de energia negativa ao iniciar a vida de casada. Ao carregar a noiva, o noivo impedia que a esposa fosse atingida por espíritos ruins, que ficavam à espreita na porta do quarto nupcial. Ao ser carregada, a noiva também evitava de entrar com o pé esquerdo no novo lar, o que traria azar.

Bem-casado

O doce, feito tradicionalmente com pão de ló e recheado de doce de leite, simboliza a união eterna do casal, além de ser uma maneira de agradecer aos convidados pela presença. Com o passar do tempo, o bem-casado ganhou status e passou a ser oferecido em embalagens que combinam com a decoração da festa e até em diferentes versões, no potinho ou banhado em chocolate, por exemplo.Bem-casadoO doce, feito tradicionalmente com pão de ló e recheado de doce de leite, simboliza a união eterna do casal, além de ser uma maneira de agradecer aos convidados pela presença. Com o passar do tempo, o bem-casado ganhou status e passou a ser oferecido em embalagens que combinam com a decoração da festa e até em diferentes versões, no potinho ou banhado em chocolate, por exemplo.

Marcha nupcial

Foi no casamento da filha da rainha Vitória, que popularizou o uso do vestido de noiva branco, que essa canção foi tocada pela primeira vez. A marcha foi composta especialmente para a ocasião, em 1842, pelo músico Felix Mendelssohn. Ainda hoje, a canção é famosa e é a escolha de muitas mulheres para a cerimônia.

Amêndoas confeitadas 

A tradição de oferecer amêndoas aos convidados do casamento surgiu na Itália. No país, é comum entregar cinco unidades para cada pessoa, que significam: felicidade, fertilidade, longevidade, riqueza e saúde. O mais usual é oferecer os confeitos brancos, porém, os coloridos também estão em alta, assim como os prateados e dourados.

Véu da noiva

O acessório marca a transição da vida de solteira para a de casada. Seu uso tornou-se hábito por influência da rainha Vitória. No entanto, o livro Gênesis, da Bíblia, já conta que Rebeca se cobriu com um véu quando se aproximou de Isaac, que seria seu futuro marido. Os gregos também acreditavam que, ao cobrir o rosto, a noiva se protegia do mau-olhado das outras mulheres e da cobiça dos homens.

Buquê de flores 

Na Grécia e Roma antigas, as noivas carregavam buquês que não eram compostos apenas de flores, mas também de ervas e temperos. Alguns tinham até alho! Tudo para espantar a inveja alheia e os maus espíritos. A partir do século 14, na França, as noivas passaram a jogar o buquê para as convidadas solteiras que, antes disso, costumavam pegar um pedaço do vestido da noiva para ter sorte no amor.

Chuva de arroz

Jogar arroz nos recém-casados é uma tradição chinesa, que tem mais de quatro mil anos. No país, o arroz era símbolo da fartura e jogá-lo nos noivos era o mesmo que desejar abundância ao casal. Aqui no Brasil, a tradição às vezes é adaptada, já que muitas igrejas não permitem a chuva de arroz na saída. Ele tem sido substituído por bolhas de sabão e até balões de gás hélio.

Chá de cozinha

O evento, em que a noiva reúne as amigas para se divertir e angariar itens para a nova casa, nasceu de uma lenda holandesa. A história conta que um moleiro pobre se apaixonou por uma rica donzela. Os amigos, sensibilizados, se reuniram e ofereceram a eles tudo o que precisavam para compor um lar.

Grinalda

O acessório de cabeça utilizado pelas noivas foi criado para distinguir a mulher das outras convidadas do casamento. Tradicionalmente, a grinalda tem a forma de uma coroa e é símbolo de status e de riqueza. Antigamente, acreditava-se que, quanto mais luxuoso o acessório, mais poderosa era a noiva.

Algo velho, novo, emprestado e azul

O ditado inglês diz que, para ter sorte no casamento, a noiva deve usar "something old, something new, something borrowed and something blue". O costume ainda não pegou por aqui, mas é cumprido à risca lá fora. Por isso, muitas famosas acabam se casando com detalhes como uma fita azul no vestido, uma joia antiga, um vestido novo e um amuleto emprestado, por exemplo.

Flores preços justos para a decoração do casamento

Não importa qual o orçamento ou o tamanho dos seus sonhos para o grande dia, as flores são um clássico do qual a maioria dos noivos não abre mão. Do buquê à decoração, elas conferem uma atmosfera leve e natural ao evento.Mesmo quando a ideia é economizar, elas não precisam ficar de fora. Existem tipos mais em conta que são belíssimos e elegantes para o evento social; confira algumas.

 

ROSA

 

Vermelhas, brancas, amarelas... Suas cores variam e agradam perfis flexíveis de noivos. Fáceis de encontrar em qualquer estação do ano, cada uma custa em média R$ 4 (as nacionais) e até R$ 8 (as importadas). Um dos tipos mais clássicos e em conta são as grandifloras

AMOR PERFEITO

 

O nome já diz tudo: a viola tricolor tem um significado lindo para a celebração, pois simboliza um amor romântico e duradouro para o casal. Para noivos que gostam da ideia de incluir tons exóticos na decoração, é uma opção viável e barata. 

COPO DE LEITE

 

A zantedeschia aethiopica, nome científico do popular copo de leite, é uma opção clássica por ser branca, cor mais tradicional de um casamento.

MOSQUITINHO

 

A gypsophila, mais conhecida por seu nome popular, mosquitinho, é uma planta delicada. Suas flores brancas pequenas são ideais para decorações que prezam pelo minimalismo, podendo ser usadas em arranjos de mesa, caminho de igreja e até no buquê da noiva.

CINCO peças que devem ser evitadas no "grande dia"

 Esse tipo de decote é um dos que faz mais sucesso entre as noivas mas, apesar de parecer simples e fácil de usar, pode render alguns problemas. Caso não seja bem ajustado, o vestido vai escorregar pelo corpo ao longo da festa e a noiva terá de colocá-lo no lugar o tempo todo. Se estiver muito apertado, também pode gerar incômodo.

 

Salto muito alto

Usar um salto exageradamente alto no dia do casamento não é uma boa ideia. A noiva vai ter que andar por todo o evento, cumprimentando os convidados, além de aproveitar a pista de dança. Por isso, o ideal é que a escolha seja por um calçado confortável.

 

Corset

 O corset deixa a silhueta mais feminina, enfatizando a cintura e definindo as curvas, mas uma peça apertada demais pode causar falta de ar e dificultar a movimentação durante a festa.

 

Decote profundo

 Apesar de estar em alta, o decote em V profundo deve ser usado com cautela. A peça precisa estar perfeitamente ajustada ao corpo, senão há o risco de mostrar demais. Além disso, a noiva vai passar o evento todo se preocupando em ajeitá-la.

 

Vestidos volumosos

Muitas mulheres têm o sonho de se casar como princesas, assim, acabam optando por um vestido de saia volumosa para o "grande dia". Entretanto, uma peça desse tipo talvez cause transtorno caso a noiva não troque de roupa para a festa. O modelo dificulta a locomoção e ainda pode ser um problema na hora de ir ao banheiro.

Escolha de Vestido

  • ESCOLHENDO O VESTIDO 

 Existem milhares de modelos de vestido de noiva. Quando você for visitar seu costureiro(a) ou ateliê, tenha certeza de ter uma visão clara do tema do casamento. Não hesite em contar qual orçamento você tem planejado. Leve revistas com fotos de vestidos que você gostou e veja se eles tem aquele modelo ou algo semelhante. Uma coisa boa em relação as lojas de vestido de noivas é que elas lhe darão alguns conselhos. Um vestido pode parecer lindo na revista, e sempre parecem, mas ele ficará lindo no seu corpo? A vendedora ajudará você a achar o vestido certo pelo preço certo.

  •  PROVANDO O VESTIDO

 Quando você for experimentar seu vestido leve junto sua mãe ou madrinha de casamento. Leve alguma amiga cuja opinião você possa confiar. Esta pessoa vai, pelo menos, lhe dar algum apoio moral caso você fique em dúvida. Faça o pedido do vestido com antecedência, pois você fará pelo menos três provas: uma quando o vestido ficar pronto, outra para fazer os ajustes e outra prova para ver se tudo está perfeito. A prova final deve ser feita poucas semanas antes do casamento. A loja deve guardar o vestido até alguns dias antes do casamento. Eles são equipados e saberão a melhor maneira de guarda seu vestido para que ele não fique amarrotado. É uma boa idéia trazer sua madrinha para suas provas do vestido. Ela ficará conhecendo suas responsabilidades no dia do casamento. Às vezes pequenas emergências surgem bem antes do casamento começar. Sua madrinha deve conhecer em seu vestido de forma que ela seja capaz de fazer pequenas alterações.

  •  DIA DO CASAMENTO

 No dia do seu casamento tudo será apressado. Esteja pronta pelo menos duas horas antes do casamento começar. Se você está planejando tirar algumas fotos antes da cerimônia, esteja pronta duas horas antes da sessão com o fotógrafo. Estas últimas horas são bastante estressantes, não crie mais stress se atrasando. Use seu tempo para ficar pronta e apreciar a companhia daqueles que estão a sua volta. Traga um kit para emergências. Este kit deve ter material de constura, maquiagem extra, uma meia-calça extra e tecido. Você deve trazer um par de sapatos confortáveis, para não ficar andando de salto-alto enquanto espera pelo casamento. Seus pés podem nunca lhe perdoar.

Casamento Civil

O casamento civil é um contrato entre o estado e duas pessoas tradicionalmente com o objetivo de constituir família. A definição exata varia historicamente entre as culturas, mas na maioria dos países é uma união socialmente sancionada entre um homem e uma mulher (com ou sem filhos) mediante comunhão de vida e bens.Juridicamente, a principal consequência do casamento é a situação dos bens passados, presentes e futuros dos cônjuges, que receberão tratamento diferenciado a partir do Regime de Bens adotado pelo casal. Independentemente do regime de bens o casamento civil tem também impacto em outras áreas como a herança, obrigação de apoio e responsabilidades perante filhos.

 

Casamento Civil no Brasil

Juridicamente, a principal consequência do casamento é a situação dos bens passados, presentes e futuros dos cônjuges, que receberão tratamento diferenciado a partir do Regime de Bens adotado pelo casal. Independentemente do regime de bens o casamento civil tem também impacto em outras áreas como a herança, obrigação de apoio e responsabilidades perante filhos.

 

Regime de Bens:

 Os principais regimes de bens são: Comunhão total de bens - todos os bens, passados e futuros, pertencem igualmente a marido e esposa.Comunhão parcial de bens - todos os bens adquiridos após o casamento pertencem igualmente a marido e esposa, mantendo-se os bens adquiridos antes do casamento (ou então recebidos como herança, a qualquer tempo) como pertencentes somente ao seu proprietário original.Separação total de bens - não há compartilhamento de bens passados e futuros, sendo cada um dos nubentes titular único dos bens colocados em seu nome.Participação final dos aqüestos - é um sistema misto, pois enquanto durar o casamento, cada cônjuge tem a exclusiva administração de seu patrimônio pessoal. Após a dissolução da sociedade conjugal, apuram-se os bens de cada cônjuge cabendo a cada um metade dos adquiridos na constância do casamento.O regime de bens pode ser modificado após o casamento, mediante alvará judicial e concordando ambos os cônjuges.É obrigatório o regime de Separação Total de Bens aos noivos maiores de 60 anos e aos menores de 16.

A Aliança

A AliançaAliança, é um anel, usado para simbolizar um compromisso e a união afetiva entre duas pessoas, em noivados e cerimônias de casamento. 

HistóriaEsse anel, aliança, surgiu entre os gregos e os romanos, provavelmente vindo de um costume hindu de usar um anel para simbolizar o casamento. Os romanos acreditavam que no quarto dedo da mão esquerda passava uma veia (veia d'amore) que estava diretamente ligada ao coração, costume carregado culturalmente até os dias de hoje. 

No início a aliança era tida como um certificado de propriedade da noiva, ou de compra da noiva, indicando que a mesma não estava mais apta a outros pretendentes. A partir do século IX a igreja cristã adotou a aliança como um símbolo de união e fidelidade entre casais cristãos.

Aliança no 4º DedoA aliança é usada no quarto dedo porque é impossível separar uma mãoda outra quando ligada pelo quarto dedo.Assim é a união do casal e da família.

 

Tipos de Alianças

Os anéis de casamento são usados pelos noivos na cerimônia de casamento religioso ou civil, por diversas culturas. Costuma-se fazer a troca dos anéis no momento final desta cerimônia. Os noivos colocam no dedo da mão esquerda os anéis, simbolizando assim a união matrimonial.

 Aliança de CompromissoAnel de compromisso ou aliança de compromisso é um anel de prata utilizado por casais de namorados no Brasil para demonstrar fidelidade e seriedade do namoro.Alguns casais, após completar certo tempo de namoro, optam por trocar alianças de prata, conhecidas como alianças de compromisso ou anéis de compromisso. É uma forma de demonstrar que o namoro é sério, embora no momento ainda não tenham a intenção de se casar.

 A aliança do homem tem o nome da mulher e a data do início do namoro gravada e vice versa. Alguns preferem gravar os dois nomes em ambas, seguidos da data.Alianças de compromisso são usadas no dedo anelar da mão direita e, na ocasião do noivado, substituídas pelas alianças de noivado.Muitas crenças nasceram então, como exemplo o fato de que os escoceses dizem que a mulher que perde a aliança está condenada a perder o marido.